AVISO IMPORTANTE

"As informações fornecidas são baseadas em artigos científicos publicados. Os resumos das doenças são criados por especialistas e submetidos a um processo de avaliação científica. Estes textos gerais podem não se aplicar a casos específicos, devido à grande variabilidade de expressão da doença. Algumas das informações podem parecer chocantes. É fundamental verificar se a informação fornecida é relevante ou não para um caso em concreto.

"A informação no Blog Estudandoraras é atualizada regularmente. Pode acontecer que novas descobertas feitas entre atualizações não apareçam ainda no resumo da doença. A data da última atualização é sempre indicada. Os profissionais são sempre incentivados a consultar as publicações mais recentes antes de tomarem alguma decisão baseada na informação fornecida.

"O Blog estudandoraras não pode ser responsabilizada pelo uso nocivo, incompleto ou errado da informação encontrada na base de dados da Orphanet.

O blog estudandoraras tem como objetivo disponibilizar informação a profissionais de cuidados de saúde, doentes e seus familiares, de forma a contribuir para o melhoramento do diagnóstico, cuidados e tratamento de doenças.

A informação no blog Estudandoraras não está destinada a substituir os cuidados de saúde prestados por profissionais.

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Autossômica recessiva síndrome de hiper IgE

Autossômica recessiva hiper IgE síndrome (AR-HIES) é uma imunodeficiência primária rara caracterizada por altamente elevados níveis séricos de IgE, recorrentes infecções na pele por estafilococos e pneumonias de repetição. A tríade mesma clínica também está presente nos mais freqüente síndrome HIES autossômica dominante (AD-HIES; ver este termo). AR-HIES representa apenas uma pequena minoria de casos HIES, com menos de 10 famílias afetadas relatados até agora. Em contraste com a AD-HIES, a variante AR é ainda caracterizada por extrema hipereosinofilia, susceptibilidade a infecções virais, como Herpes simplex e contagioso Molusco , o envolvimento do SNC, um mal definidas defeito das células T e uma alta letalidade. Embora a eosinofilia é um achado comum em ambos AD e AR-HIES ela tende a ser mais graves na variante AR. As anomalias do tecido dental, esquelético e conjuntivo, bem como o fácies característico e pneumatoceles presente na AD-HIES estão ausentes na AR-HIES.A etiologia da AR-HIES permanece em grande parte desconhecido. Um paciente com um fenótipo autossômico recessivo foi encontrado para transportar uma mutação homozigótica no receptor tirosina quinase associada TYK2 gene (19p13.2), mas foi posteriormente mostraram que TYK2 deficiência não é uma causa comum de AR-HIES. * Autores: Dr. C. Woellner e Prof B. Grimbacher (Maio 2009) *.

2 comentários:

presidencia estudandoraras disse...

Gina Harla deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Autossômica recessiva síndrome de hiper IgE":

Gostaria de fazer contato com outros portadores desta enfermidade.

presidencia estudandoraras disse...

Uma entidade para contato com pacientes é a ABRI Associaão Brasileira de Imunodeficiencia Primaria http://www.abri.com.br/PDF/Revista%20-%20Nosso%20sistema%20imune%20(PT).pdf