AVISO IMPORTANTE

"As informações fornecidas são baseadas em artigos científicos publicados. Os resumos das doenças são criados por especialistas e submetidos a um processo de avaliação científica. Estes textos gerais podem não se aplicar a casos específicos, devido à grande variabilidade de expressão da doença. Algumas das informações podem parecer chocantes. É fundamental verificar se a informação fornecida é relevante ou não para um caso em concreto.

"A informação no Blog Estudandoraras é atualizada regularmente. Pode acontecer que novas descobertas feitas entre atualizações não apareçam ainda no resumo da doença. A data da última atualização é sempre indicada. Os profissionais são sempre incentivados a consultar as publicações mais recentes antes de tomarem alguma decisão baseada na informação fornecida.

"O Blog estudandoraras não pode ser responsabilizada pelo uso nocivo, incompleto ou errado da informação encontrada na base de dados da Orphanet.

O blog estudandoraras tem como objetivo disponibilizar informação a profissionais de cuidados de saúde, doentes e seus familiares, de forma a contribuir para o melhoramento do diagnóstico, cuidados e tratamento de doenças.

A informação no blog Estudandoraras não está destinada a substituir os cuidados de saúde prestados por profissionais.

segunda-feira, 29 de junho de 2009

PENFIGO

Pênfigo O pênfigo é uma doença pouco frequente, por vezes mortal, em que bolhas de diversos tamanhos aparecem sobre a pele, na mucosa da boca, na vagina, na membrana delgada que cobre o pénis e noutras membranas mucosas. O pênfigo costuma aparecer em pessoas de meia- -idade ou em idosos. Muito raramente afecta crianças. A doença é causada por um ataque auto--imune contra as estruturas das superfícies das células epidérmicas que mantêm o contacto intercelular e a textura do tecido. Sintomas As lesões características do pênfigo são bolhas de diversos tamanhos, claras, geralmente moles, cheias de líquido e, em algumas formas de pênfigo, aparecem placas com descamações. Beliscar ou esfregar ligeiramente a pele pode facilmente soltar a sua superfície das camadas inferiores. As bolhas costumam aparecer primeiro na boca, onde rebentam rapidamente e formam úlceras dolorosas. Podem continuar a aparecer mais bolhas e ulcerações até que toda a mucosa da boca fica afectada. Um padrão similar verifica-se na pele: as bolhas formam-se inicialmente numa pele aparentemente normal, em seguida rompem-se e deixam feridas em carne viva e crostosas. As bolhas podem ocupar grandes extensões de pele e, uma vez rebentadas, podem infectar-se. Diagnóstico e tratamento Um exame sistemático ao microscópio e determinadas análises imunológicas de uma amostra de pele para detectar depósitos de anticorpos permitem ao médico fazer um diagnóstico definitivo da doença. O objectivo principal do tratamento é interromper a formação de novas bolhas. A inibição parcial do sistema imunológico com um corticosteróide como a prednisona tomada por via oral atinge provavelmente esse objectivo, mas à custa do organismo se tornar mais susceptível às infecções. Normalmente, durante os 7 a 10 primeiros dias administra-se uma elevada dose de corticosteróides; depois reduz-se gradualmente. Para manter a doença controlada, a pessoa afectada pode precisar de tomar o medicamento durante meses ou até anos. Também se podem prescrever outros fármacos que inibem o sistema imunológico (como, por exemplo, metotrexato, ciclofosfamida, azatioprina e sais de ouro) para que a dose do corticosteróide possa ser reduzida. No entanto, estes poderosos fármacos têm os seus próprios efeitos colaterais. Os fármacos imunodepressores também podem ser utilizados juntamente com a plasmaferese, num processo pelo qual se filtram os anticorpos presentes no sangue. As superfícies em carne viva requerem um cuidado meticuloso, semelhante ao que recebem os pacientes com queimaduras. É possível que seja necessário administrar antibióticos e outros fármacos para tratar as infecções das bolhas rebentadas. As ligaduras impregnadas de gelatina de petróleo ou outros tipos de ligaduras podem proteger as zonas que exsudam e que se encontram em carne viva.

2 comentários:

netinho disse...

estou prescisando de ajuda , e nao sei a quem recorrer, estou com um problema de pele e ja foi suspeite de penfigoide bolhoso faz fiz algumas biopsias mais ate agora os medicos nao pediram o exame IMUNOFLORESCENCIA DIRETA e sao bolhas com liquido e da na regiaõ das costa , nas cabeça nos ombros, nas panturrilhas , na palma das mãos e agora ate na lingua peço ajuda de voces , meu telefone é 11 82402253 meu nome é kelly e ja faz 8 meses que estou com isso

Anônimo disse...

OI EXISTE UM HOSPITAL EM BAURU ESPECIALIZADO EM DOENÇAS DE PELE CHAMADO LAURO DE SOUZA LIMA, O FONE DE LÁ É 14-3103-5900, VEM GENTE DO bRASIL INTEIRO FAZER TRATAMENTO AQUI. qUEM SABE LÁ PODEM TE AJUDAR...