AVISO IMPORTANTE

"As informações fornecidas são baseadas em artigos científicos publicados. Os resumos das doenças são criados por especialistas e submetidos a um processo de avaliação científica. Estes textos gerais podem não se aplicar a casos específicos, devido à grande variabilidade de expressão da doença. Algumas das informações podem parecer chocantes. É fundamental verificar se a informação fornecida é relevante ou não para um caso em concreto.

"A informação no Blog Estudandoraras é atualizada regularmente. Pode acontecer que novas descobertas feitas entre atualizações não apareçam ainda no resumo da doença. A data da última atualização é sempre indicada. Os profissionais são sempre incentivados a consultar as publicações mais recentes antes de tomarem alguma decisão baseada na informação fornecida.

"O Blog estudandoraras não pode ser responsabilizada pelo uso nocivo, incompleto ou errado da informação encontrada na base de dados da Orphanet.

O blog estudandoraras tem como objetivo disponibilizar informação a profissionais de cuidados de saúde, doentes e seus familiares, de forma a contribuir para o melhoramento do diagnóstico, cuidados e tratamento de doenças.

A informação no blog Estudandoraras não está destinada a substituir os cuidados de saúde prestados por profissionais.

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Cisto de Baker Cisto de Baker ou Cisto poplíteo é o nome dado ao acúmulo de líquido articular (líquido sinovial) que se forma nas bainhas do tendão localizado atrás do joelho. 1 Causas, incidência e fatores de risco: 2 Sintomas: 3 Sinais e exames: 4 Expectativas (prognóstico): 5 Complicações: Causas, incidência e fatores de risco: Nas crianças, o cisto de Baker aparece como um inchaço indolor atrás do joelho que se percebe melhor quando o mesmo está totalmente estendido. Um cisto grande pode causar certo desconforto ou rigidez; no entanto, normalmente é assintomático. Na maioria das vezes os cistos de Baker desaparecem naturalmente após alguns anos. Outra forma de se adquirir tal problema são os traumas. Dependendo do tipo de lesão que vier a ocorrer no joelho e seus componentes (menisco, ligamentos etc.)pode-se desenvlver o cisto de Baker. Sintomas: inchaço indolor atrás do joelho o cisto se assemelha a uma bexiga cheia de água e que se for grande atrapalha na flexão e extensão da perna. Causa certo desconforto quando se está fazendo alongamentos da panturrilha (gastrocnêmio). Tal desconforto assemelha-se a ter uma linha costurando a pela atrás do joelho (curva da perna). Sinais e exames: Transiluminação, Ultra-som, Aspiração de líquido claro. Tratamento: Essa condição não requer tratamento, uma vez que os cistos de Baker desaparecem naturalmente. Geralmente não é necessária intervenção cirúrgica, a menos que o cisto seja muito grande ou doloroso. Mesmo que a aspiração reduza o tamanho do cisto, este em geral é recorrente. Expectativas (prognóstico): O cisto desaparece sem necessidade de intervenção. Complicações: Normalmente não há complicações, embora haja a posssibilidade (rara) da formação de litíase ("pedras") em seu interior, que pode causar dor e exige a retirada cirúrgica dos cálculos. O cisto de Baker poderá evoluir com ruptura e causar dor importante na musculatura da perna simulando trombose venosa profunda. Obtido em "http://pt.wikipedia.org/wiki/Cisto_de_Baker"

2 comentários:

Denise Aparecida disse...

Estou com muita dor, atrás do joelho o ultrassom diz ser compatível com o cisto, mas li que os pacientes não sentem dor, fiquei na dúvida, a medida é 43 x 10 mm, não sei s seria grande ou não devo procurar ortopedista, vascular ou clínico geral para ter um tratamento correto. Em nov/07 tive uma queda, cai enjoelhada, foi preciso até engessar perna.

Anônimo disse...

TENHO UM CISTO DE BAKER HÁ UM MES. TENHO SENTIDO DORES AO CANINHAR O ORTOPEDISTA PEDIU UMA RESSONACIA PARA VER O TAMANHO DO CISTO PRA VER SE FAZ UMA PUNÇÃO.
TENHO 62 ANOS, ME CHANO MARIA CLEONICE.