AVISO IMPORTANTE

"As informações fornecidas são baseadas em artigos científicos publicados. Os resumos das doenças são criados por especialistas e submetidos a um processo de avaliação científica. Estes textos gerais podem não se aplicar a casos específicos, devido à grande variabilidade de expressão da doença. Algumas das informações podem parecer chocantes. É fundamental verificar se a informação fornecida é relevante ou não para um caso em concreto.

"A informação no Blog Estudandoraras é atualizada regularmente. Pode acontecer que novas descobertas feitas entre atualizações não apareçam ainda no resumo da doença. A data da última atualização é sempre indicada. Os profissionais são sempre incentivados a consultar as publicações mais recentes antes de tomarem alguma decisão baseada na informação fornecida.

"O Blog estudandoraras não pode ser responsabilizada pelo uso nocivo, incompleto ou errado da informação encontrada na base de dados da Orphanet.

O blog estudandoraras tem como objetivo disponibilizar informação a profissionais de cuidados de saúde, doentes e seus familiares, de forma a contribuir para o melhoramento do diagnóstico, cuidados e tratamento de doenças.

A informação no blog Estudandoraras não está destinada a substituir os cuidados de saúde prestados por profissionais.

quarta-feira, 27 de maio de 2009

LUPUS ERITEMATOSO SISTEMICO (LES)

Lúpus é uma doença auto-imune . Ela pode afetar quase todos os órgãos do corpo. Os sintomas de lúpus pode ser muito leve a risco de vida. Existem três tipos de lúpus, lúpus eritematoso sistêmico , lúpus discóide e lúpus induzido por drogas. O tratamento do lúpus depende da gravidade da doença e que as partes do corpo afectadas. O tratamento pode incluir o acetaminofeno , o ibuprofeno , antimaláricos, anti-inflamatórios esteróides e / ou imunossupressores. [1]


Referências

  1. Lupus. Nemours Foundation. http://kidshealth.org/teen/diseases_conditions/bones/lupus.html . Acessado em 03/11/2010.





O Lupus Eritematoso Sistêmico (LES) é uma doença crônica de causa desconhecida, onde acontecem alterações fundamentais no sistema imunológico da pessoa, atingindo predominantemente mulheres. O sistema imunológico é uma rede complexa de órgãos, tecidos, células e substâncias encontradas na circulação sanguínea, que agem em conjunto para nos proteger de agentes estranhos. Uma pessoa que tem LES, desenvolve anticorpos que reagem contra as suas células normais, podendo consequentemente afetar a pele, as articulações, rins e outros órgãos. Ou seja, a pessoa se torna "alérgica" a ela mesma, o que caracteriza o LES como uma doença auto-imune.Mas não é uma doença contagiosa, infecciosa ou maligna. A maioria dos casos de LES ocorre esporadicamente, indicando que fatores genéticos e ambientais tem um papel importante na doença.O Lupus varia enormemente de um paciente para outro, de casos simples que exigem intervenções médicas mínimas, à casos significativos com danos à órgãos vitais como pulmão, coração, rim e cérebro. A doença é caracterizada por períodos de atividade intercaladas por períodos de remissão que podem durar semanas, meses ou anos. Alguns pacientes nunca desenvolvem complicações severas.Histórico Em 1851, o médico francês Pierre Lazenave observou pessoas que apresentavam "feridinhas" na pele, como pequenas mordidas de lobo. E em 1895, o médico canadense Sir William Osler caracterizou melhor o envolvimento das várias partes do corpo e adicionou a palavra "sistêmico" à descrição da doença.Lupus=lobo eritematoso=vermelhidão sistêmico=todoDefiniçãoO "American College of Rheumatology", uma associação americana que reune profissionais reumatologistas, estabeleceu em 1971 e revisou em 1982, 11 critérios que definem o quadro de Lupus. Estes critérios foram modificados em 1997. Uma pessoa pode ter LES se 4 critérios estiverem presentes:Critérios de pele:1 - mancha "asa borboleta" (vermelhidão característica no nariz e face)2 - lesões na pele (usualmente em áreas expostas ao sol)3 - sensibilidade ao sol e luz (lesões após a exposição de raios ultravioletas A e B)4 - úlceras orais (recorrentes na boca e nariz)Critérios sistêmicos:5 - artrite (inflamação de duas ou mais juntas periféricas, com dor, inchaço ou fluído)6 - serosite (inflamação do revestimento do pulmão - pleura, e coração - pericárdio)7 - alterações renais (presença de proteínas e sedimentos na urina)8 - alterações neurológicas (anormalidades sem explicações - psicose ou depressão)Critérios laboratoriais:9 - anormalidades hematológicas (baixa contagem de células brancas - leucopenia, ou plaquetas - trombocitopenia, ou anemia causada por anticorpos contra células vermelhas - anemia hemolítica)10 - anormalidades imunológicas - (células LE, ou anticorpos anti-DNA, ou anticorpos SM positivos, ou teste falso-positivo para sífilis)11 - fator antinúcleo positivo (FAN)


Um comentário:

ESTUDO DE DOENÇAS RARAS disse...

enia.gianini@terra.com.br
Enviada: terça-feira, 31 de janeiro de 2012 23:49:01
Para: estudandoraras@hotmail.com
Caro Marcos Teixeira,
Hoje pela manhã,assisti na redetv uma reportagem sobre Lupos - eu não conhecia nada sobre essa doença e num instante tive um click em relação as dores que minha mãe sente.Ela toma vários remédios e as dores não cessam .Ouvi a médica dizer que tem um exame chamado FAM e eu gostaria de saber se na rede pública fazem este tipo de exame para ver se é essa doença ou não.Em clínica particular é caro este exame?Ela tem artrite reumatóide e outras doenças,as vezes não consegue andar e a insônia ...Num instante do programa comecei a juntar as peças.Por favor se você puder tirar as minhas dúvidas agradeço de coração.
Que Deus o abençoe
Enia